Impressões – Cat Power: SUN

Olá leitores e leitoras do Conceitualidade! Depois de um longo período sem trazer novidades ou textos, retorno baseado no novo álbum da Cat Power, buscando inclusive a reinvenção do próprio blog!

 

Novo ar numa carreira excepcional.

Em Sun, a cantora de voz suave e de estrondoso sucesso graças a sua brilhante carreira e solidificada com seu último álbum “The Greatest” de 2006, retornou aos holofotes não com uma grande mudança em seu trabalho – que diga-se, continua ótimo – mas com uma pegada de elementos eletrônicos até então inéditos ao seu estilo acústico, soturno e emotivo. “Sun” abre com a belíssima faixa Cherokee, traduzindo um duplo sentido amoroso que remete aos problemas que a cantora teve em seu último “casamento”. O Álbum segue com a faixa homônima ao álbum, que lembra bastante o som do Depeche Mode no Álbum “Playing the Angel”. “Ruin” pode ser considerada a faixa mais desbocada da carreira da cantora, com um excelente trocadilho entre o que pode ser considerado “vadiação” e principalmente, indisposição pela quantidade de lugares no qual um indivíduo passa, conturbado e envolvido em sérios problemas. Em “Human Being” a cantora se aproxima um pouco do estilo das cantoras do Duo Coco-Rosie ou da também competente, Bat For Lashes.

Não se engane, por outro lado, pensando que o disco é totalmente alegre, a faixa “Nothin’ But Time”, sintetiza bem o sentimento “blue” que a própria capa do disco apresenta, apesar do arco-íris de novas ideias. O que considero  muito interessante nesse álbum é a mudança e a energizada que a cantora tomou, seja com sentimentos ainda mais ácidos ou com músicas muito enérgicas dentro do que é possível chamar de “enérgico” na vida de Cat Power e isso não era exatamente esperado na sua trajetória. Será muito bom que outros cantores e cantoras se inspirem no exemplo dessa grande artista para trazer um novo frescor à própria carreira, fugindo de armadilhas e repetições que vitimam, por exemplo, Alanis Morissette.

Faixas

01. Cherokee
02. Sun
03. Ruin
04. 3,6,9
05. Always on My Own
06. Real Life
07. Human Being
08. Manhattan
09. Silent Machine
10. Nothin But Time
11. Peace and Love

 

Coluna – Impressões – 8,5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s